7 benefícios de trabalhar em coworking de saúde

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook

Trabalhar em um coworking traz inúmeras possibilidades, principalmente para quem é autônomo ou profissional independente. Em um mundo com a necessidade cada vez maior de colaboração, fazer parte de um espaço que proporciona trocas e oportunidades faz todo o sentido.

Dessa maneira, listamos 7 benefícios de frequentar e trabalhar em um coworking de saúde como o DNA.

Conheça pessoas

Como diria Tom Jobim, é impossível ser feliz sozinho. Mas depois de se tornar adulto, qual é o lugar onde é possível conhecer pessoas e fazer amigos?

Se você pensou “no trabalho”, acertou. Conviver com colegas de trabalho possibilita não só a criação de vínculos de amizade, mas também gera muitas oportunidades de negócios ou ideias para desenvolvimento.

Entretanto, muitas pessoas não tem a oportunidade de conviver com colegas no trabalho. São profissionais que normalmente trabalham sozinhos, são autônomos que prestam atendimento ou consultoria a outras pessoas.

Trabalhar sozinho pode dificultar a interação com outros profissionais e principalmente, tornar mais difícil a troca de experiências, seja sobre assuntos do trabalho ou da vida.

Fazer parte de um espaço onde há pessoas com o mesmo objetivo e mesmos interesses tem grande chance de melhorar sua qualidade de vida e aumentar sua rede de contatos. Já perdemos a conta de quantos eventos, palestras, workshops, grupos e encontros surgiram dos nossos corredores.

Café de integração com Apsiconor e bate papo sobre Marketing Digital na área da Saúde, com Ayla Bedin.

 

No fim, todo negócio é H2H, mesmo sendo B2B ou B2C, isso quer dizer: todo negócio é feito de pessoas para pessoas, independentemente se o seu cliente é pessoa física ou jurídica.

A saber:

H2H = human to human (de pessoa para pessoa);

B2B = business to business (de empresa para empresa);

B2C = business to consumer (de empresa para consumidor).

Portanto, conheça mais pessoas para aumentar seus negócios (ou atendimentos!).

Participe de projetos

Algumas das oportunidades que surgem dessas conversas são projetos muito legais com impacto positivo para a sociedade. Por exemplo, o Projeto Amar-Elos surgiu em uma parceria entre várias psicólogas que queriam fazer algo a mais no Setembro Amarelo, mês da conscientização e prevenção ao suicídio.

Juntas,  criaram uma série de palestras e workshops para os mais diversos públicos, incluindo palestras em empresas, escolas, para pais, professores e alunos. O projeto deu tão certo que foi apresentado na Câmara Municipal de Caxias do Sul, cuja matéria você pode ler aqui.

Outro projeto que já aconteceu nos últimos dois anos e que foi concebido dentro do DNA foi o Janeiro Branco, sendo o primeiro evento do tema em Caxias do Sul.

Palestra Janeiro Branco: como o trabalho impacta a saúde mental, com a Psicóloga Patrícia Padilha.

 

Palestras sobre Política, Empreendedorismo, Relacionamentos, Alimentação e outros diversos temas foram correlacionados à Saúde Mental, mostrando a importância de se manter atento ao cuidado emocional tanto quanto a saúde física.

Participando de um projeto, você tem a oportunidade de se destacar e divulgar o seu trabalho, além de aprender mais sobre determinado tema.

Tenha mais tempo livre

Sabe aquela meta de aproveitar mais a vida? De ter mais tempo para curtir? Então, em um coworking de saúde você só trabalha quando tiver paciente agendado.

Caso tenha um intervalo entre pacientes, ótimo, pode usufruir do espaço de convivência que geralmente tem nos coworkings, ler um livro, estudar, tomar um café com algum colega ou mesmo dar um passeio.

A ideia realmente é se sentir livre para fazer o que quiser, sem a preocupação te ter que arcar com a despesa do aluguel mesmo se estiver passando por uma baixa temporada na sua agenda.

Não concordamos com a máxima de que “tempo é dinheiro”. Tempo é vida, portanto, aproveite mais o seu tempo para fazer o que você gosta.

Preocupação menor

Parece clichê, mas em um coworking você diminui as suas preocupações. Primeiro, não precisa se preocupar com as contas fixas de condomínio, energia, água e etc.

Contratar a faxina, comprar produtos de limpeza ou regar as plantas também não farão parte do seu dia a dia, pois a administração se encarrega disso.

A ideia é você se preocupar com seus pacientes e sua profissão, tornando seu desenvolvimento mais rápido, enquanto as questões mais burocráticas você delega para a gestão do coworking.

Acesso a novos conteúdos

Conhecimento é uma virtude. Saber sobre vários assuntos aumenta a possibilidade de sua uma carreira ser bem sucedida, de ter insights que possam te ajudar em diversas situações e até em lidar de uma forma melhor com questões do dia a dia.

Curso Técnicas de Regulação Emocional e Manejo de Casos Graves, com Psicólogo Ramiro Catelan.

 

No DNA, por exemplo, temos uma sala de palestras e bate papos onde já aprendemos sobre:

  • Marketing Digital para profissionais da saúde;
  • Mindful Eating;
  • Comportamento Alimentar;
  • Alimentos para evitar o Alzheimer;
  • Transtorno e Compulsão Alimentar;
  • Emagrecimento e Boa Alimentação;
  • Psicologia;
  • Terapia do Esquema;
  • Psicanálise;
  • Relacionamentos Tóxicos;
  • Empreendedorismo e Inovação;
  • Diversidade de Gênero;
  • Depressão, Suicídio e Ansiedade;
  • Recrutamento e Seleção;
  • Técnicas de Regulação Emocional e Manejo de Crises;
  • Escrita Científica;
  • Coaching;
  • Planejamento Pessoal e de Carreira;
  • Luto;
  • Comunicação Emocional de Pais e Filhos;
  • Interpretação de Desenho Infantil;
  • Política e

diversos outros, afinal, já foram mais de 100 eventos realizados ou organizados pelo DNA, seus profissionais e pessoas convidadas. A maioria dos eventos é aberta ao público em geral e sempre divulgamos em nossas redes @dnaespacosaude.

Mesmo você sendo de outra área, conhecimento nunca é demais, certo? Além disso, você mesmo pode se tornar um facilitador e realizar algum evento para ensinar seus conhecimentos, lembrando que a melhor forma de aprender sobre algum assunto é ensinando-o.

Facilitar encaminhamento

Quantas vezes precisamos encaminhar alguém mas não conhecemos um bom profissional para realizar o atendimento? Em um coworking, você conhece outros colegas e passa a encaminhar com muita facilidade.

A parte legal é que isso também vale para você receber encaminhamento de pacientes de outros profissionais. Mostrando seu trabalho para os colegas, participando de eventos e se relacionando com os outros, você tem mais chances de ser indicado para atender mais pessoas.

Isso acontece entre profissionais da mesma área, mas também pode acontecer com áreas diferentes. Por exemplo, pacientes com alguma questão alimentar podem ser indicados para nutricionistas ou psicólogos. O importante é estar presente para ser lembrado.

Custos acessíveis

Falar de custos é relativo. Um mesmo produto ou serviço pode ser considerado barato ou caro para diferentes pessoas, isso porque o valor percebido por elas é diferente. De qualquer forma, sempre aparece a pergunta: qual o preço da sublocação?

Claro que cada coworking tem uma estratégia e precifica seu serviço de acordo com ela. No DNA, o preço varia de acordo com o plano que o profissional escolhe, mas uma garantia é que o coworking surgiu para facilitar a vida e as contas dos profissionais.

Iniciar os atendimentos sem precisar mobiliar toda uma sala é só o começo. Sabe aquele mês que todos os pacientes saem de férias? Pouco bom não ter que se preocupar com aluguel, IPTU, condomínio, energia elétrica, água, internet e outras contas do consultório?!

Pertencer

O psicólogo americano Abraham Maslow, conhecido pela Pirâmide de Maslow, dizia que as necessidades de crescimento e felicidade individual não podem ser supridas sem primeiro satisfazermos a necessidade mais básica da conexão humana.

Palestra na Semana da Saúde do DNA, com a vencedora do Prêmio Capes de melhor Tese, Raquel Boff.

 

Pertencer a um grupo traz enormes benefícios físicos e mentais para a saúde, principalmente quando o grupo tem interesses em comum. Ter mais uma tribo que te ajude nos objetivos da vida também é um benefício de quem frequenta e faz parte de um coworking.

Por causa disso levamos tão a sério a questão da colaboração e do compartilhamento. Isso também nos torna mais preenchidos emocionalmente e por isso queremos que nossos membros também se sintam assim.

Encontro casual na sala de convivência do DNA.

 

E aí, depois de tudo isso que você leu, que tal fazer parte de um coworking da sua área?

 

 

Outros Posts

Amor em tempos de covid

*texto elaborado por Thiago Filomena Lombard, médico do Hospital Conceição em Porto Alegre/RS. Nos últimos dias, comemoramos os 2 anos do DNA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *